sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Hoje é dia de Santo Estevão

Natal é mais do que festa de família na minha terra,, na Lombada transmontana portuguesa, na aldeia de Babe onde é também e principalmente festa da mocidade. Quer dizer, dos moços a partir dos 12 ou 13 anos e enquanto forem solteiros desde que se inscrevam, que é a totalidade dos presentes na altura na aldeia, salvo raríssimas excepções esporádicas.
Com início perdido já no tempo, os rapazes de Babe unem-se nesses dias, já que o dia 26, dia de S. Estêvão, Padroeiro da Mocidade (moços/ rapazes solteiros) é também feriado lá e numa amálgama de folia, gastronomia, festa religiosa e bailarico pelas noites dentro vive-se com animação apesar do frio que nesta época lá se sente. No baile, ao som de gaita-de-foles, bombos e caixas, por tradição, participam também as moças e mesmo os casados que apareçam, homens e mulheres...Para os almoços e jantares desse dois dias matam uma ou mais vitelas para as comerem em conjunto, repetindo-se o mesmo no dia 6 de Janeiro, dia de Reis. Há Juiz e Meirinho e muitas regras a cumprir nas formaturas, senão há multas a pagar a partir da alvorada logo de madrugada...

3 comentários:

mc disse...

Embora sejam celebrações velhas de séculos, eram cumpridas nos anos 60? Não se ouvia falar disso!!!Não é?
Continuação de Boas Festividades!

Zira disse...

Como me lembro !!!!!

Tere disse...

Mc..nessa época..a da minha infância eram mesmo de "arromba"as festas do rapazes, em Babe...Gaita de foles. 1º de Espanha , depois gaiteiro já da aldeia, bombos, caixa e no baile também a concertina e nos anos 60 eram muitos os moços com idade para tal. sem entrarem ainda com pouca idade como agora...senao se tinha conhecimento a 15 km (Bragança)era por falta de informação, certamente, de estrada asfaltada, na sapeira, de falta de trasportes para as deslocações até lá mas nessa altura e ainda antes da guerra colonial eram levadas a peito..ainda me recordo, menina de tranças ir na igreja a atravessar de um lado para o outro e ser obrigada a ir ao fundo da fila dos rapazes contornar, uma vez que o que deixasse passar alguém entre eles era multado e na altura o dinheiro era ainda mais "caro" do que agora!!! E com géneros só as batatas que levavam de casa e a lenha para o lume pois a vitela tinha de ser paga em dinheiro mesmo...