sábado, 13 de dezembro de 2008

"Contos de Natal"


..Há muitas coisas das quais tirei talvez algum proveito,
embora o lucro não seja material. O Natal é uma delas.
Sempre considerei, creio, o Natal, quando a época se aproxima,
uma coisa boa... já sem falar da veneração que lhe é devida
pelo seu nome e origem sagrados,
se é que nós podemos abstrair desse aspecto.

É uma altura amável, própria para perdoar, para fazer caridade;
é a única altura, durante o longo calendário do ano,
em que os homens e as mulheres parecem abrir livremente,
e de comum acordo, os seus corações fechados,
para pensarem naqueles que se encontram mais desprotegidos,
como se fossem todos, realmente,
caminheiros na mesma viagem...

Apesar de nunca ter no bolso
uma peça de ouro ou prata minha,
acredito sinceramente
que o Natal me fez,
e continuará a fazer, mais rico..."

(Do livro "Contos de Natal", de CHARLES DICKENS)

Sem comentários: