quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Das origens do povoamento


Há testemunhos inequívocos da existência de povoamento nesta área em épocas antigas que podem mesmo remontar à Pré e Proto-história. Povoações como Pinheiro Novo, Babe, Donai, Baçal, Gimonde, revelam-se arqueologicamente ricas a qualquer observação ainda que superficial; são visíveis fortificações castrejas, edificações do tipo dolménico, inscrições rupestres, machados de pedra polida e metal, sepulturas abertas na rocha...;


..............................

A julgar pelos restos arqueológicos existiram neste território nos tempos lusitano-romanos muitas «villas»; nas suas ruínas ou perto surgem vestígios materiais - como cerâmica, ânforas, moedas, lápides funerárias, telhas,troços de estrada e marcos miliários. Nas freguesias de Donai, Babe e Baçal foram encontradas muitas lápides funerárias, o que se explica pelo uso entre os romanos de sepultar a família do «dominus», Senhor na «villa»...

.


in Parque Natural de Montesinho - Secretaria de Estado do Ordenamento e Ambiente, Nov. de 1990, Lisboa.

Sem comentários: