sábado, 5 de janeiro de 2008

Tradições e recordações


Babe...bem lá no alto
Avistando-se de Bragança
Quem à aldeia se deslocar
Pode dar com festança.
Em muitas épocas do ano,
Natal, Corpo de Deus...
E quase o Verão inteiro
(aos Domingos)!
Aí por toda a Alta Lombada.
.
Mas o que recordo mais ainda
É a música dos gaiteiros
Com que começavam as festas
No Natal, com os rapazes solteiros,
Dando voltas á aldeia
Sempre bem perfilados
Desde a alvorada ao rancho dos pratos
E os que não fossem eram multados.
(Ainda são ao que me é dado saber)
Assim iam para a missa,
E depois almoço de vitela
Em que só rapazes entravam.
(Continuando o mesmo)
Vindo depois o profano
Em que toda a gente participa
É ano após ano...
Sem perder a tradição.
Mas..
Agora há outras músicas
Para animar cada festança
Vai gente dos arredores
E da cidade de Bragança.
( A deslocação é também mais fácil
a altura eram raros os automóveis)
.
Este ano não assistindo
Com pena eu fiquei
Como não estou nos Reis
A tradição não viverei
Presencialmente.
Mas como os figos secos
É as nozes do mercado.
As alheiras estão longe
As roscas (de pão)
Arrematadas em dia de Reis
Acho que me guardarão
(Agora há arcas frigoríficas.)
Na minha infância não era possível
Claro que não...
Nem electricidade havia.
Mas ficou na memória
A época natalícia
( de 24 de Dezembro a 6 de Janeiro)
.
M.Teresa Fernandes, V. N.Gaia, 5 de Janeiro de 2007

5 comentários:

Mª Alzira disse...

Ola amiga
Ouvi a tua entrevista vi a tua imagem tas linda com emoçao.
SEI que vais ser nao uma pequena mas sim GRANDE escritora .
ha muitos anos que sou fa da Teresa tens aqui uma fa Tere
jinhos força

MT disse...

Só mesmo tu e a tua emoção chegam deste modo ao meu coração!!!Um abraço menina rebelde( aos 16 anos, rsssss)

MT disse...

Ser fã de mim
É algo com que me regozijo.
Na minha singeleza
Sou simplesmente Teresa.
Que lema pareço ter sido
De alguém da nossa aldeia
Mas que deixei de o ser
Quando subiu na cadeira
do poder...
Material...profissional

Eu privilegio o humanismo!

E tu és um fantástico ser humano.
Bjs

Mª Alzira disse...

Não sou nada, apenas uma aprendiz de tudo
Mª Alzira

MT disse...

Sejamos aprendizes de feiticeiras...Valeria apena???!!!