domingo, 28 de março de 2010

Tradições

Neste "domingo de ramos", também na aldeia toda a gente que for à missa levará o seu ramo de oliveira para ser benzido e depois levar para casa para colocar à entrada ou trás da porta..., costume católico neste domingo que antecede a Páscoa.
..........
Para os babenses residentes ou que por lá estejam um abraço de
.
M. Teresa

sábado, 26 de dezembro de 2009

Moços solteiros fazem a festa na Lombada

"Babe mantém tradições da quadra natalícia com Festa dos Rapazes celebrada ao som da gaita-de-foles, bombo e caixa Vinho, vitela, música tradicional e muita animação são alguns dos ingredientes da Festa dos Rapazes que, todos os anos sem excepção, marca a quadra natalícia em Babe, no concelho de Bragança.Únicas na região transmontana, estas festividades perdem-se na memória dos mais velhos, que ainda se recordam dos dias e noites de juventude passados ao som de gaita-de-foles, bombos, caixas e realejos, enquanto percorriam as ruas da freguesia a interromper o sono e descanso de todos os habitantes. Tendo como líderes o juiz, cujo símbolo é a bandeira nacional, e o seu ajudante, o meirinhos, representado por uma bandeira de pinheiro, os rapazes vêem-se obrigados a pagar multas em dinheiro, caso cheguem tarde à alvorada ou sejam apanhados em alguma falta. “O juiz e o meirinhos convocavam os rapazes solteiros para as 5 horas, que era quando começava a alvorada. Caso algum não aparecesse teria que pagar uma multa estipulada pelos mordomos que representavam a lei”, explicou o presidente da Junta de Freguesia de Babe, Manuel Esteves. Além dos atrasos ou faltas, os moços solteiros eram penalizados em caso de proferirem algum palavrão ou receberem com um ovo podre, entre muitos outros pretextos. “Qualquer coisa, como uma galinha passar à frente de um dos rapazes alinhados, era motivo para terem que pagar uma multa, cuja receita servia para pagar a festa”, recordou o autarca. Assim, depois de preparada uma vitela, os jovens reuniam-se à mesa para um jantar, que antigamente se realizava num curral, em que só os rapazes solteiros podiam participar. “A carne era paga com o dinheiro das multas e cozinhada por alguns moços, que ficavam libertos de outras responsabilidades”, sublinhou o responsável. Depois do repasto, era a vez das raparigas participarem na festa, que se juntavam aos rapazes para o baile, ao qual assistiam os pais, ansiosos por observarem as suas filhas a dançar. Além desta tradição, Babe revitalizou, também, a Festa dos Homens Casados, que tem lugar no dia 30 de Dezembro. Só depois do jantar, exclusivamente masculino, é que as esposas se juntam à festa. “Pretendemos recuperar diversas festividades que marcam a região e que atraem cada vez mais pessoas de diversas localidades”, acrescentou Manuel Esteves. "
Por Sandra Canteiro
...........

sábado, 19 de dezembro de 2009

Há o calor das lareiras

Natal de todos os dias
Tem sido bem complicado
Desconforto com o frio
Bolsos pouco recheados
....
Lá pela alta Lombada
Apesar de frio maior
Há o calor das lareiras
As couves saborosas
E cheirinho das alheiras,
com sabor ainda melhor...
.
Tere

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

LUGARES DE BABE !!

Lameirica & Lameirona

é um sítio de brincadeira, de palavra, de voz do espírito, da natureza, de "razão apaixonada" e sons do mundo. Chegou o frio. Chegou a hora do aconchego, dos agasalhos. É tarde. É um entardecer especial. Queremos festejar o amor, Porque os primeiros flocos de neve Escorregam nas vidraças e silenciam as ruas. Em breve estarão cobertas de neve E enlaçados desprezamos o frio, Bebemos, brindamos e cantamos: Em Bragança a neve cai pausadamente E nós amamo-nos sem cessar.
JM

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Acabou a apanha das castanhas

Depois da apanha das castanhas
Há frio no alto planalto lombardense.
Gasta-se lenha imensa para o lume
manter aceso o dia inteiro .
Assam-se castanhas durante dias
Até que começa a matança dos porcos
E a gastronomia ...então varia.
O frio aumenta, Natal à porta!
Época de maior descanso...